Open-uri20160929-3-1d8zkq9_thumb

Edmundo Paschoal

Jornalista

São Paulo - Brasil

Edmundo Paschoal

Jornalista, cronista, assessor de imprensa & apaixonado pela arte da comunicação.

Featured

Open-uri20180718-4-7rd6c1_profile

O trabalho escravo no Brasil

O governo federal brasileiro assumiu a existência do trabalho escravo contemporâneo perante o país e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 1995. Assim, o Brasil se tornou uma das primeiras nações do mundo a reconhecer oficialmente a ocorrência do problema em seu território. De 1995 até 2016, mais de 52 mil trabalhadores foram libertados de situações análogas a de escravidão.
Open-uri20171028-4-160qfi9_profile

Falando em mídia: até onde vai a imparcialidade do jornalismo brasileiro sobre o cenário em nações de menor relevância para os barões da mídia

Falando em mídia: até onde vai a imparcialidade do jornalismo brasileiro sobre o cenário em nações de menor relevância para os barões da mídia. A formação de opinião através do que é passado na TV e nos jornais. <img class="progressiveMedia-noscript js-progressiveMedia-inner" src="https://cdn-images-1.medium.com/max/1600/1*o2QfEak5w7siDEAwFkqVIw.jpeg">
Open-uri20171028-4-1mnj5o6_profile

Seminário Internacional de Jornalismo ESPM/Columbia debate a profissão e o papel da imprensa no Brasil

Seminário Internacional de Jornalismo ESPM/Columbia debate a profissão e o papel da imprensa no Brasil. Com cerca de 500 pessoas, aconteceu na segunda-feira (9), o 1º Seminário Internacional de Jornalismo ESPM/Columbia, na ESPM, em São Paulo. Sob o tema “Novos tempos do jornalismo” e promovido pela ESPM e a Columbia Journalism School, o evento teve, na parte da manhã, palestras de Carlos Ayres Britto, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, e Steve Coll, reitor da Columbia Journalism School, com mediação de Ernest R.
Open-uri20170328-4-ldjf9z_profile

“O castigo dos bons que não fazem política é ser governados pelos maus”

Não Culpe a política, a culpa é nossa cultura de não gostarmos de assuntos que não nos convem! Em tudo fazemos política, dependemos da política para praticamente tudo em nossa vidas. Fazemos política até na hora de decidir o que iremos comer, se um irmão decide que o almoço será carne e o outro que será peixe, alguém tem que ceder, um tem que aceitar carne hoje, para amanhã ter seu pedido aceito para degustar o seu desejado peixe.
Open-uri20170219-4-1yr791a_profile

Crônica — Diva no Divã

Linda, sexy e auto destrutiva, este é um ensaio baseado em fatos inverídicos e surreais. Naquele dia insosso, pensamentos perturbadores pairam em sua mente como se fossem ervas daninhas a brotar em um descampado infértil.
Open-uri20161002-3-rbjcls_profile

[ Memórias Do Holocausto ] …

Uma viagem aos tempos sombrios de atrocidades cometidas pelo homem, contra o próprio homem. “A palavra holocausto tem como significado original imolação, sacrifício em uma situação não necessariamente de guerra, mas de perigo ou falta de alternativas (originário do grego hólos = tudo e kaustós = queimado).
Open-uri20160929-3-1xw0ca0_profile

[ Crônica De Uma Vida Desregrada Em Paris ] …

Saint - Sauveur - Paris - França 14:36, de uma tarde nublada de domingo próximo a Place de La Nation, sem pretensão uma rápida e vaga espiada pela janela do quarto vejo as cercanias da cidade (que enfumaça o horizonte), mostra um visão não muito inspiradora. Um vai e vem desenfreado de transeuntes cumprindo seus respectivos papéis de cidadães normais, em um dia meio que bucólico.
Open-uri20160929-3-1c9nclk_profile

PCC — Primeiro Comando Da Capital, Ascensão Do Crime Organizado

O PCC foi criado por um grupo de presos em 31 de agosto de 1993 na Casa de Custódia de Taubaté — pouco menos de um ano depois do massacre do Carandiru.Os principais objetivos da facção eram combater os maus tratos no sistema prisional e evitar novos massacres como o de 1992. Coloque a super lotação, agressões, extorsão, tortura, acrescente a revolta e um sistema prisional falido que serve como universidade para calouros adentrarem ao crime organizado.
Open-uri20160929-3-mwl26x_profile

***Invisíveis uma ferida exposta na cidade de São Paulo***

São Paulo capital financeira do Brasil, população estimada em 21 milhões de habitantes. Uma cidade que nunca dorme, negócios, vida noturna, transito um frenesi desvairado. Em meio a esse caos urbano está lá a olhos nus o maior problema social, que nossos governantes ignoram a crescente população de moradores de rua em situação desumana.
Open-uri20160929-3-1lak5ty_profile

*** Violência contra Jornalistas no Brasil ***

Código de ética dos jornalistas Brasileiros FENAJ (Federação Nacional Dos Jornalistas). “O Jornalismo brasileiro tem como base o direito fundamental do cidadão à informação, que abrange o direito de informar, de ser informado e de ter acesso à informação”. Devido a uma nova cultura de agressão e intolerância aos profissionais de jornalismo, a profissão vem sofrendo com violência extrema e descabida.
Open-uri20160929-3-16g3d3k_profile

***Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial ***

No Brasil vivemos situação semelhante, mas de forma velada e enrustida. Segundo dados da anistia internacional o Brasil é o país onde mais se mata no mundo, superando muitos países em situação de guerra. Em 2012, 56.000 pessoas foram assassinadas. Destas, 30.000 são jovens entre 15 a 29 anos e, desse total, 77% são negros.
Open-uri20180718-4-1mq8x17_profile

Ipiranga: desenvolvimento econômico e industrial

Em tempos de crise financeira e estagnação industrial o bairro do ipiranga segue lento na retomada econômica. <img class="progressiveMedia-noscript js-progressiveMedia-inner" src="https://cdn-images-1.medium.com/max/1600/1*SdV5pHGULNbM0QBjh3znxg.jpeg"> Analisando a história do bairro do Ipiranga, uma peculiaridade chama atenção, o bairro já foi morada dos índios Guaianazes, isso até que chegada do homem branco, em meados do século XVI.

About

Edmundo Paschoal

*** Bem Vindo Ao Meu Portfólio ***

Meu nome é Edmundo Paschoal, tenho 37 anos e sou jornalista fixo & freelancer.

Aqui neste portfólio, posto algumas das matérias e conteúdos já produzidos, para alguns veículos de comunicação online e impresso.

O jornalismo surpreende cotidianamente e é preciso manter os olhos e os ouvidos atentos para fugir do “olhar domesticado”.

Cada dia há de ser celebrada uma história anônima. É um privilégio ter como paixão, a profissão. Mas aqui, é preciso resumir a trajetória.

Aqui você verá uma pequena amostra do que tenho feito como jornalista.

A paixão de criança tornou-se amor, profissão e mais que um vício.

Aqui você irá entender o porquê de eu não passar um dia sequer sem deixar de me surpreender com a vida e seus lúdicos caminhos.

Parte do material foi selecionado por importância, e até pela necessidade de retratar o que aprendi nessa vida com estudos e trabalhos.

Algumas coisas foram selecionadas, por preferência.

Outras por puro carinho.

Espero que apreciem. E acreditem, como eu, que é possível mostrar quem fez o quê, quando, como, onde e por que, de um jeitinho diferente.

Com uma pitada de amor, humor e paixão.

Para falar comigo, mande um e-mail para
senador.psy@hotmail.com

Sejam bem vindos.
"Welcome To My Word".

-Experiência como repórter, apresentador, produtor, redator, roteirista, web repórter e assessor de imprensa.

-Profissional com passagens por rádio, assessoria de imprensa e televisão.

-Habilidades no desenvolvimento de reportagens e produção para as editorias de Cidades, Educação, Economia, Lazer, Política, Polícia, Esportes e Factual.

-Naturalidade no vídeo, ótimo no improviso para participações ao vivo, proximidade com o telespectador e carisma.

-Capacitado para conduzir entrevistas.

-Habilidades para fechar a reportagem com agilidade e qualidade.

-Muito produtivo e dedicado na elaboração de matérias.

-Ótima verbalização.

-Experiência em produção e edição de textos.

-Destreza para escrever OFFs, Cabeças, Notas, Espelhos, Links, Passagens, Chamadas, Boletins, Stand Up, Teaser e participação por telefone.

-Conhecimentos avançados em edição de texto.

-Destreza para elaborar e apurar pautas.

-Facilidade para fazer e manter contatos.

-Capacitada para apresentar telejornais e radio jornalismo.

-Experiência em Jornalismo Impresso (Estadão), Jornalismo On-Line (Medium.com) e Assessoria de Imprensa (Prefeitura de São Paulo) e Rádio (Rádio Tropical FM).

Open-uri20160929-3-1d8zkq9_profile_large

https://medium.com/@edysenador

Skills

  • Jornalista & Assessor Imprensa